Clipping » O ano da noiva

O ano da noiva

‘Marriage stylist’ ajuda a organizar todos os compromisso: do noivado ao grande dia. Custo total sai por R$ 25 mil a R$ 35 milNoivado – geralmente é um acontecimento íntimo, em que estão presentes apenas os familiares. Um jantar para 10 pessoas na casa da noiva é bastante comum e elegante, sem ser dispendioso. Com R$ 300, é possível comemorar a data. A aliança pode ser comprada por algo entre R$ 300 e R$ 5 mil, dependendo dos detalhes. “Aconselho a compra em um ourives porque é mais barato do que em uma joalheria”, diz Marcia. A aliança de noivado vira de casamento depois do polimento e das gravações. Um brilhante no anel está bastante em alta, diz a consultora.
12 meses antes – a data do enlace já está marcada, é hora de pensar no enxoval, que pode ser feito durante todo o período dos preparativos. Ao contratar uma marriage stylist, a noiva terá dicas para guardar as peças, onde e o que comprar. O total gasto com o enxoval depende do que for comprado. Se a noiva optar por lençóis de R$ 700, a conta ficará mais salgada, claro. No entanto, a partir de R$ 1 mil, é possível comprar o kit básico, que pode conter dois jogos de lençol, dois jogos de toalha completos, meia dúzia de panos de prato, dez panos de chão e aumentar de acordo com as necessidades e o que ainda não foi ganho. É a época de decidir também onde o casal vai morar, para escolher a mobília e efetuar eventuais reformas no imóvel. O convite aos padrinhos precisa se feito com o maior tempo possível.
Oito meses antes – se a data da cerimônia religiosa e da recepção já estiverem marcadas, é a hora de começar a fazer os orçamentos de foto e vídeo, música (coral e banda), decoração e buffet. Márcia explica que casar no sábado é sempre mais concorrido e é preciso considerar o perfil dos convidados: se a maioria deles é de outra cidade, convém não escolher o meio da semana. “O melhor dia para casar é aquele que tem um significado para o casal”, comenta a organizadora.
Seis meses antes – todos os serviços devem estar contratados. É nessa época também que é escolhido o cardápio da recepção. Existem opções que variam de R$ 20, servindo crepes, como R$ 220 por pessoa. “Se houver a cerimônia católica, os noivos devem providenciar uma segunda via atualizada do registro de batismo e fazer o curso de noivos também”, lembra Marcia Possik. Exames pré-nupciais e consulta ao dentista são uma boa pedida. Boa hora para pensar também na lua-de-mel.
Cinco meses – mês concorrido. Esteja preparada para a maratona! Este é um dos momentos preferidos: a escolha do vestido. Para quem pensa em economizar e, ao mesmo tempo, ter um modelo feito sob medida, a sugestão é o primeiro aluguel, por R$ 2,5 mil a R$ 3 mil. Muita atenção na hora de fazer a lista dos convidados, porque ela vai ser determinante para escolher o modelo e a quantidade de convites. “Fazer a lista não é colocar ‘tio Zé com tia Maria’. É colocar ‘Sr. José Sicrano’, e endereço. Se não tiver organização nessa fase, vai ter retrabalho e nem conseguirá computar quantos convidados terá”, justifica. As gráficas costumam fazer de graça o cartão de agradecimento ou o do casal, é bom “chorar”. Nessa mesma época, escolha quem fará os bem-casados. Um serviço de RSVP (confirmação de presença), embora pareça supérfluo, pode significar economias na hora da festa, por saber exatamente quais os convidados que não comparecerão. Para o casamento civil, os documentos necessários são RG e certidão de nascimento. Os noivos têm a opção de fazer a cerimônia com diligência (quando o juíz vai até o local do evento) por aproximadamente R$ 600 e no cartório, por R$ 150. Existe também o casamento religioso com efeito civil, que custa R$ 150.
Faltando cinco meses para o grande dia é tempo também de encomendar o bolo e os docinhos. A média de consumo é de 80g a 100 g de bolo e de quatro docinhos por pessoa. O quilo de bolo com pasta americana custa entre R$ 50 e R$ 70 e a unidade do docinho sai por R$ 1,50.
Quatro meses – hora de definir a decoração da cerimônia religiosa e do salão da festa. De acordo com Odair Menna, da Odair Menna Decoração, os preços variam de R$ 1 mil a R$ 5 mil e a escolha do dia conta bastante. Se o casamento é na sexta-feira, geralmente não há nenhuma outra noiva para dividir as despesas.
Por outro lado, no sábado, data mais concorrida nas igrejas católicas, apesar de conseguir economizar, corre-se o risco de não ter tudo do jeito que gostaria, por ter de tomar decisões em conjunto. Menna aconselha intercalar os bancos de três em três com flores nobres – que é tudo o que não é flor do campo – com lírios, gérberas ou copos de leite. “As pessoas têm medo de ousar. se a noiva não quer errar, é só fazer tudo em branco. Mas já fiz uma decoração toda em girassóis vermelhos”, conta. “Certa vez eu não fiz um casamento porque a noiva queria misturar pink com vermelho. Mau-gosto tem limite”, desabafa. Para o buquê, a ordem é chamar atenção. O ideal é que sejam usadas flores diferentes das da decoração. Tulipas são uma boa opção. “Afinal, a noiva é a rainha da festa. Para este ano, o pink vem como uma forte tendência”. Deve-se acrescentar mais cerca de R$ 80 a R$ 250 aos gastos das bodas. Uma dica de peso de Odair Menna: “Invista mais na decoração do salão do que na da igreja, onde as pessoas passam apenas 40 minutos. Na festa, são mais ou menos seis horas”, conclui o decorador.
Três meses – reservar o veículo que vai levar a noiva à igreja ou combinar se é algum carro da família e quem será o motorista. Há casos em que um parente faz questão de dirigir. Caso contrário, convém contratar um motorista. O aluguel de um carro sai por algo entre R$ 400 e R$ 800. E nada mais gostoso do que massagens, manicure, pedicure e outros mimos depois de tanta correria, né? Então, não se esqueça de reservar o famoso “dia da noiva”, que sai por R$ 600, aproximadamente.
Dois meses – Se você quer garantir a música no grande dia, é o momento de contratar o coral e o responsável pelo som durante a festa, bem como a escoha das músicas. O valores vão de R$ 2 mil a R$ 5 mil e R$ 1 mil a R$ 15 mil, respectivamente. A dois meses do casório, os noivos devem finalizar as reformas no imóvel onde vão morar. Para terminar de equipar a casa, um chá de cozinha pode ser a solução. Agende o encontro e divirta-se com os amigos.
Um mês e meio – deixe as listas de presentes na lojas e reserve um hotel para a noite de núpcias
1 mês – Os convites têm de ser entregues aos convidados com até 30 dias de antecedência. Para verificar se está tudo sob controle, entre em contato com todos os fornecedores e pergunte se os serviços contratados estão dentro do cronograma. É o período dos ajustes finais: comprar o que falta do enxoval, prova de vestido, repassar as músicas e todos os detalhes que não foram acertados anteriomente.
Três semanas – acertar os detalhes da viagem de lua-de-mel, montar um kit de emergência contendo remédios, pinça, alicate, tesoura, esparadrapos e demais apetrechos femininos.
15 dias – época da última prova do vestido, da maquiagem e do cabelo. É o tempo ideal também para fazer uma limpeza de pele, pois até a data do enlace, a pele já se recuperou e não está com o aspecto de “acabei de perder os cravos”. Contatar o serviço de confirmação de presença e saber o número final de convidados que estarão presentes na festa. A partir daí, passe a informação ao buffet e faça o pagamento final.
7 dias – Contagem regressiva! Ligar para todos os profissionais envolvidos, para saber se houve algum imprevisto. Deve ser feito também um ensaio geral e uma pequena compra de supermercado, com produtos não-perecíveis, para quando o casal voltar da lua-de-mal. A organizadora de eventos Márcia Possik “ordena” que o noivo corte o cabelo exatamente cinco dias, para não dar na vista que foi cortado “para” o casamento, explica ela.
Dois dias – mandar as bebidas para o local da festa, verificar a distribuição das mesas, pegar as lembrancinhas. O noivo deve deixar pronto o nó da gravata e ambos devem arrumar a malinha para a noite de núpcias. É o dia ideal para a noiva fazer depilação. Véspera – a única recomendação é descansar. Como você seguiu as dicas da organizadora de festas, não há com o que se preocupar. O conselho é dormir cedo e, no dia seguinte, aproveitar bastante o dia que marca uma nova etapa na vida, sugere Márcia.
Leia também: A alimentação da noiva

Serviços:
Marriages Cerimônia, Consultoria e Assessoria – www.marriages.com.br. Tel.: (11) 3885-1554
Odair Menna decoração – (11) 3022-4807
SLiberat cursos sobre casamento (para noivos e profissionais) – (11) 3068-0679(Andreza Emília)

Fonte: http://www.aol.com.br/dinheiro/seu_futuro/fornecedores/aol/2004/08/10/0001.adp